Revalidação

Existem três formas de Revalidação do Diploma Médico:

1. PROGRAMA REVALIDA - ABRANGE TODO O PAÍS:

O Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) foi instituído por meio da Portaria Interministerial nº 278, de 17/03/2011, nos termos do art. 48, § 2º, da Lei nº 9394, de 1996.

O processo de revalidação de diplomas médicos obtidos no exterior é um avanço decorrente da ação articulada dos Ministérios da Educação e da Saúde que estabelece um processo apoiado em um instrumento unificado de avaliação e um exame para revalidação dos diplomas estrangeiros compatíveis com as exigências de formação correspondentes aos diplomas médicos expedidos por universidades brasileiras, em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Medicina, com parâmetros e critérios isonômicos adequados para aferição de equivalência curricular e definição da correspondente aptidão para o exercício profissional da medicina no Brasil.

O exame será orientado pela Matriz de Correspondência Curricular para Fins de Revalidação de Diplomas de Médico Expedidos por Universidades Estrangeiras. Na matriz foram definidos os conteúdos e as competências e habilidades das cinco grandes áreas de exercício profissional:

i) Cirurgia;

ii) Medicina de Família e Comunidade (MFC);

iii) Pediatria;

iv) Ginecologia - Obstetrícia;

v) Clínica Médica. 

Além disso, estabelece níveis de desempenho esperados para as habilidades específicas de cada área.

O Revalida é implementado pelo Inep e conta com a colaboração da Subcomissão de Revalidação de Diplomas Médicos, também instituída pela Portaria nº 278. Universidades públicas participam da elaboração da metodologia de avaliação, da supervisão e do acompanhamento da aplicação.

O exame é feito em duas etapas:

Avaliação escrita – composta por uma prova objetiva, com questões de múltipla escolha,e uma prova do tipo discursiva. 

Numa segunda etapa, é realizada a avaliação de habilidades clínicas.

Fonte: http://portal.inep.gov.br/revalida

2. DIRETO NA UNIVERSIDADE - ABRANGE O ESTADO ESCOLHIDO

Esta segunda forma de revalidar o diploma de Médico se dá através do processo que é seguido por todos os diplomas de graduação obtidos no exterior. Pleitea-se a revalidação em qualquer Universidade Pública do país que tenha um curso na mesma área de conhecimento. Cada Universidade adota um procedimento próprio.

3. TRANSFERÊNCIA - UMA ALTERNATIVA À REVALIDAÇÃO

Uma alternativa interessante para os estudantes que não querem passar pelo processo de revalidação de seu diploma é fazer uma transferência para uma faculdade brasileira antes de terminar o curso de medicina, e assim concluí-lo no Brasil. Desta forma, o diploma recebido é o nacional, e não precisará ser revalidado. Muitas faculdades aceitam este tipo de transferência. Sempre consulte nos editais das instituições privadas, estaduais e federais. através de pesquisas na internet, você se manterá informado.

AINDA HÁ OUTRAS POSSIBILIDADES, CONFIRA:

UNIVERSIDADES CREDENCIADAS AO MERCOSUL

- Livre circulação de profissionais de saúde no Mercosul;

O acordo foi aprovado pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) e pela Comissão de Educação. O relator, senador Aloysio Nunes Ferreira, concluiu pela aprovação do projeto. Esta terceira maneira, que está em fase de implantação, é para diplomas obtidos em universidades credenciadas nos países do Mercosul. Esta possibilidade se dá através do projeto de lei 399/2011, mais conhecido como Arco-Sul, que propõe o reconhecimento automático de diplomas oriundos de instituições de ensino superior estrangeiras de reconhecida excelência acadêmica. É importante salientar que somente os diplomas das Universidades que serão credenciadas, com base em critérios de qualidade, serão automaticamente válidos. Assim, é imprescindível o estudante buscar uma Universidade de excelência, na Bolívia encontra-se essas universidades, são as universidades ais quais a MBA Educacional trabalha. Mais sobre o Arcu-Sul no site do MEC.

PROGRAMA MAIS MÉDICOS

O Programa Mais Médicos faz parte de um amplo pacto de melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde, que prevê investimento em infraestrutura dos hospitais e unidades de saúde, além de levar mais médicos para regiões onde não existem profissionais.

As vagas são oferecidas prioritariamente a médicos brasileiros, interessados em atuar nas regiões onde faltam profissionais. No caso do não preenchimento de todas as vagas, o Brasil aceitará candidaturas de estrangeiros (ou brasileiros formados no exterior), com a intenção de resolver esse problema, que é emergencial para o país. No primeiro ano do Mais Médicos, dezenas de brasileiros formados na Argentina e na Bolívia, participaram do programa.

Então é isso, foco nos estudos e boa sorte!

 




©2016 MBA EDUCACIONAL - CNPJ 11.802.199/0001-98 - Designer Attair Silva